domingo, 31 de outubro de 2010

Contexto histórico da década de 50


    O final da segunda guerra mundial impôs grandes mudanças no cenário mundial. Estados Unidos e União Soviética, engajadas na guerra fria. Procuravam ampliar suas áreas de influencia. Era preciso reconstruir os países destruídos da Europa Ocidental. A ajuda financeira veio dos Estados Unidos, o plano Marshall.

Aos poucos, junto com o apoio financeiro, o estilo de vida e cultura dos americanos, foram penetrando em vários países. Era um momento de grande prosperidade econômica dos Estados Unidos. Houve aumento da produção e da capacidade de consumo. A indústria americana passou a produzir em massa objetos de pessoal e doméstico.
Cada vez mais chegavam às lojas geladeiras, máquinas de lavar, barbeadores, televisores, rádios portáteis, automóveis e outros bens. Com um custo baixo de fabricação, esses produtos podiam ser vendidos mais baratos e traziam a marca do prático, do eficiente e do moderno.
Esse novo estilo de vida estava acompanhado de um sentimento de esperança e otimismo trazido pelo final da guerra e pelo conseqüente desejo de uma vida melhor.


As inovações científicas e tecnológicas desenvolvidas durante década de 50:


  O uso da energia nuclear, os grandes computadores, a produção dos antibióticos, o lançamentos dos primeiros satélites artificiais.
   O surgimento da tv no Brasil um grande marco para a década de 50
A tv no Brasil surgiu no dia 18 de setembro de 1950, trazida por Assis Chateaubriand que fundou o primeiro canal de televisão no país a TV Tupi .
Nos anos 1950, a TV teve no Brasil um caráter de aventura, sendo os primeiros anos marcados pela aprendizagem, com improvisos ao vivo (não havia ainda o videotape). O alto custo do aparelho televisor- que era importado - restringia o seu acesso às classes mais abastadas. Os recursos técnicos eram primários, dispondo as emissoras apenas do suficiente para manter as estações no ar. 




  Assis Chateaubriand queria aumentar seu conglomerado de mídia Diários Associados, e para isso, resolveu trazer a televisão para o Brasil. Como na época o equipamento não era produzido no país, toda a aparelhagem teve de ser trazida dos Estados Unidos.
Junto aos seus funcionários, foi buscar todos os equipamentos que chegaram por navio no porto de Santos no dia 25 março de 1950, no litoral do estado de São Paulo. Os equipamentos eram todos encomendados da Radio Corporation of America(RCA). Antes disso, já havia realizado uma pré-estréia com uma apresentação do Frei José Mojica, um padre cantor mexicano.


As imagens geradas não passaram do saguão do prédio dos seus Diários Associados, que possuía alguns aparelhos de televisão instalados.
Em 10 de Setembro, é realizada uma transmissão pela TV Tupi ainda em sua fase experimental. O conteúdo exibido era um filme onde o ex-presidente brasileiro Getúlio Vargas relatava seu retorno à vida política.
Então, no dia 18 de Setembro 1950, Assis realiza seu grande sonho: coloca no ar oficialmente a TV Tupi canal 3 de São Paulo, PRF-3 TV. O transmissor de televisão comprado da RCA foi colocado no topo do prédio Banco do estado de São Paulo. As imagens são geradas a partir de um estúdio localizado na Rua 7 de Abril, no centro da cidade. Uma célebre frase é dita por uma jovem criança de 5 anos de idade: "está no ar a televisão no Brasil". O logotipo do canal era um pequeno índio, e a garota estava vestida a caráter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário